Para Thayze Torbes o medo é o maior empecilho para falar em público (Foto: arquivo pessoal)

É comum muitas pessoas não serem familiarizadas com a ideia de falar em público, ou já possuírem esse conhecimento e desejarem aperfeiçoá-lo. Principalmente na área da comunicação, muitos têm a intenção de seguir alguma carreira, em que será essencial desenvolver a oratória.

Thayze Torbes, formada em fonoaudiologia pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), no ano de 2018, e atual residente na Unidade Básica de Saúde – Santa Helena, afirma que um dos maiores problemas das pessoas, para realizar um bom discurso, é o medo de falar em público. Aprender a desenvolver um discurso de oratória de maneira correta é o básico para enfrentar o mundo da comunicação. “Quando falamos em público, almejamos realizar uma apresentação de boa qualidade, que os ouvintes possam admirar e que traga um resultado positivo, juntamente a um sentimento de missão cumprida. Entretanto, habitualmente, nos deixamos tomar pelo nervosismo e isso causa resultados negativos”, explica a profissional.

A fonoaudióloga afirma que, quando isso ocorre, os indivíduos devem, primeiramente, procurar ajuda de um profissional da área da saúde: “é ele quem faz o encaminhamento para a especialidade, que, neste caso, é a fonoaudiologia”, explica. Thayze diz que a primeira procura é pelos médicos em geral, porque poucas pessoas sabem que a fonoaudiologia ajuda no discurso: “qualquer problema que envolva comunicação, é de específica competência de um fonoaudiólogo tratar”, conclui.