, e

junho/2021 | Entrevistas

Relações Públicas: uma visão

Entrevistamos Guilherme Alf para entender como os profissionais de Relações Públicas têm acompanhado as transformações sociais

A sociedade atual não é a mesma, principalmente se comparada há alguns anos, sabemos disso. E quando falamos em Relações Públicas, surgem dúvidas sobre como os profissionais da área têm acompanhado as mudanças sociais. Na intenção de refletir sobre o assunto, é necessário entendermos um pouco da história e as transformações que impactam a profissão de RP.

Margarida Kunsch, professora titular nas Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, afirma que a profissão Relações Públicas existe desde o século XX, com origem nos Estados Unidos, cujo objetivo era ajudar as grandes corporações de negócios e os departamentos de governo a se relacionarem melhor com os públicos, a opinião pública e com a sociedade.

A autora diz que o campo de maior atuação dos profissionais de Relações Públicas era no âmbito empresarial e governamental, desempenhando funções meramente técnicas. O surgimento de novas organizações e de diversos segmentos possibilitou a esses profissionais um maior espaço de atuação e oportunidades para a área.

Guilherme Alf é um empreendedor, formado em Relações Públicas pela PUCRS (foto: arquivo pessoal)

Com a intenção de evidenciarmos a transformação do perfil do profissional, convidamos Guilherme Alf, formado pela PUCRS em Relações Públicas, no ano de 2006, para compartilhar sua visão referente às transformações na formação do profissional de Relações Públicas. O empreendedor conta que atua há 20 anos no mercado da comunicação e enfrentou os mais diferentes cenários e obstáculos que a área traz. Alf atuou no mercado corporativo, esportivo, de entretenimento e como empreendedor; também já trabalhou com grandes marcas, como a LG, e com artistas, como Michel Teló. O empreendedor diz ver a mídia social Instagram como uma fonte de materiais para conhecimento, por isso produz diversos conteúdos para sua rede pessoal sobre a relevância do profissional RP, promovendo assim maior visibilidade voltada à área de comunicação.

Durante a entrevista, o profissional compartilhou fatos importantes sobre a sua trajetória na área, falou sobre a dificuldade em entender-se como profissional de comunicação, visto que iniciou sua trajetória nos anos 2000 e, após a formatura, em 2006, atuou em diversas áreas da comunicação e tornou-se empreendedor e atuante na área de Relações Públicas. A partir daí, Alf criou o “Todo mundo precisa de um RP”, um importante marco para a sua carreira. Atualmente, atua cuidando da imagem de artistas, atletas e treinadores, possui uma escola de RP, criada em 2020, e desenvolve conteúdos sobre a área. O empreendedor já atuou no mercado corporativo para grandes marcas, produziu um livro, Adeus, golfinho feio, e ministrou diversas palestras. O relações-públicas também exerce um papel importante na sociedade, auxiliando nas discussões de assuntos como gênero, raça e tolerância política, para que as mesmas ocorram de forma harmoniosa.

Alf afirma que precisa haver mudanças quanto à atuação dos profissionais de comunicação nas crises de imagens, para, assim, gerenciá-las de forma assertiva e, consequentemente, diminuir o impacto sobre a imagem da marca ou pessoa. Portanto, é fundamental aprendermos a antecipar riscos e a trabalhar os possíveis desafios, atuando de forma preventiva. O empreendedor acredita que, para manter-se atualizado no âmbito comunicacional, é importante fazer uso de livros, revistas, sites, assistir vídeos com pessoas que admiramos e consumir conteúdos no Instagram sobre o assunto.

A analogia que o profissional faz com a profissão é que o RP seria o “nutricionista” da área da comunicação, que atua cuidando da marca, que pode ser pessoal, pública ou de uma empresa privada, como um todo. É importante saber que qualquer mercado é desafiador e tem seus altos e baixos. Mas se tratando do profissional de Relações Públicas, a dica mais importante é estudar, se esforçar e aproveitar as oportunidades que surgem. É perceptível a necessidade constante de desenvolvimento e aprimoramento das competências e habilidades, pois somente assim estaremos preparados para os desafios contemporâneos.

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!