e

junho/2012 | Notícias

Por um trânsito mais humano

Abraço grátis – voluntários de Canoas/RS. (Foto: Juliana Mesquita)

Se você parar no sinal vermelho e um desconhecido surgir do lado de fora do seu carro, oferecendo um abraço – grátis, pode abaixar o vidro. Não é uma armadilha. São os Psicólogos do Trânsito, que tentam descontrair os motoristas e deixar o trânsito mais humano.

Em março deste ano, a Modular Canoas/RS recebeu a trupe de “clowns” dos Psicólogos do Trânsito, que se trata de uma ONG do Estado de São Paulo sem fins lucrativos que têm como missão diminuir o estresse e humanizar os motoristas no trânsito nos horários considerados críticos. Em dias, horários e locais específicos, os voluntários apresentam-se nos semáforos da cidade, vestidos de forma engraçada, com nariz, sapato de palhaço, perucas, rosto pintado e com o auxílio de cartazes contendo suas “falas”, encenam pequenas peças de teatro, enquanto o sinal está fechado para os veículos. Personagens como a bailarina, o mergulhador, o cozinheiro alegram quem passa pelo local e arrancam sorrisos, aplausos e buzinas.

Após um contato da diretora de RH da Modular, Inês Rufino, com o presidente da ONG Luiz Guilherme Brandão, carinhosamente conhecido como “Gui”, iniciou o planejamento para a vinda, à Canoas, da trupe e seis voluntários de São Paulo. Durante três dias, foram realizadas diversas atividades na Modular, entre elas, um workshop para conhecer a história da ONG, tendo também uma parte prática para aprender algumas técnicas básicas de maquiagem. Dada a largada nesta primeira etapa, a trupe de São Paulo acompanhou os voluntários canoenses na primeira apresentação na sinaleira da Av. Inconfidência, dia 14 de março, e, desde então, o grupo só tem distribuído muitos sorrisos e alegrias.

O grupo dos Psicólogos do Trânsito de Canoas – Modular tem se apresentado todas às quartas-feiras, entre 18h30 e 19h45. Com muita dedicação e alegria os voluntários estão conquistando o carinho e a confiança dos motoristas em apenas dois meses após a formação e treinamento do grupo.

Confira a entrevista com Gui Brandão:

O que representa na sua vida os psicólogos do trânsito?

Foi a mudança em minha vida. Essa ONG sustenta e completa todos os meus sentimentos de paz, amor e caridade. É dela que tiro forças para ser uma pessoa melhor e é dela que tenho a oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas, como as que conheci na ida até Canoas!

Como você enxerga a primeira “filial” da ONG aqui no Sul?

Vejo como uma oportunidade de chegar a mais corações! O povo gaúcho é muito caloroso e receptivo, fiquei em choque quando colocamos a primeira vez o pé na faixa em Canoas! Foi de uma emoção sem igual… De uma verdade muito gostosa! Os e-mails que chegam os comentários nas redes sociais e todo o tipo de carinho vindo do pessoal que assistiu as apresentações dos voluntários gaúchos são de emocionar! Não tenho como agradecer todo esse carinho e a maneira que acolheram a nossa ONG aí!

Qual a importância do trabalho voluntário na sua vida?

O trabalho voluntário é a certeza de um mundo melhor, é a certeza de união para ajudar o próximo! Allan Kardec disse uma frase que levo comigo sempre “Fora da caridade não há salvação”. Acho essa frase genial, pois não importa de qual religião você é, mas a caridade tem que ser feita! O que seria de nossas vidas sem a união e a ajuda do próximo?

Qual sua perspectiva de futuro para a ONG?

Não gosto muito de futuro, pois ele é perigoso, mas infelizmente tenho que planejar certas coisas para ter objetivos. Queremos não só ficar na faixa animando e levando amor aos motoristas. Queremos ajudar fora da rua também. Temos o Projeto IPT (Instituto Palhaços do Trânsito) onde vamos dar auxílio gratuito a quem sofreu traumas físicos ou mentais no trânsito. Seja com uma sessão terapêutica com um profissional qualificado ou fornecendo prótese a quem teve algum membro amputado por acidente no trânsito. São sonhos e objetivos que um dia realizaremos!

Depoimento da voluntária Vanusa Santos, conhecida carinhosamente como Drª Negrinha:

Qual a importância do trabalho voluntário na sua vida?

Quando fui convidada a participar dessa ONG, na verdade não sabia, nem imaginava, a proporção que esse trabalho traria para a minha vida. Fui pelo convite, é claro, mas achando que faria mais uma brincadeira do que um trabalho voluntário.

Hoje respondo que este trabalho é parte da minha rotina, já o tenho como um grande compromisso. Aquilo que de nada me custa e que tanto faz falta para inúmeras pessoas que abraço ou simplesmente aceno quando estou no farol. Chegar na quarta-feira e não poder ir por algum motivo involuntário é muito frustrante, porque, assim como estou ali para partilhar alegria, é também uma troca enorme de afeto e de carinho que recebo. Quando a janela do carro está fechada e, por de trás dela, vejo uma cara sem sorrir, com semblante pesado do final de um dia de trabalho, ou qualquer outro motivo, e, esta mesma face, começa lentamente a abrir um sorriso, isso é indescritível para mim.

O que é ser uma psicóloga do trânsito para você?

É simplesmente saber que eu posso, sim, ajudar pessoas anônimas a serem mais felizes, ao menos por um minuto no farol. É saber que, de alguma forma, eu participei da vida de várias pessoas que nem ao menos sei o nome, mas que retornam para casa com um pouco mais de alegria no rosto. Ser a “Drª Negrinha” é satisfação, é alegria, é companheirismo, é manter meus amigos e poder fazer novos. É compromisso também, porque trabalhar em uma ONG é trabalho como outro qualquer, onde existem regras a serem cumpridas e respeitadas, é ter consciência de que não é uma brincadeira e participar ativamente de todos os trabalhos desenvolvidos. Ser uma voluntária é muito bom, é bom demais.

E como a Modular incentiva as ações de educação no trânsito, durante a apresentação dos psicólogos do trânsito, os voluntários da Modular ainda fazem a distribuição dos materiais educativos, como: panfletos, folders e adesivos do programa Transportadora da Vida, sempre ressaltando a importância do trabalho realizado por nossos voluntários e o compromisso da Modular em levar a mensagem de que a vida tem mais valor.

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!