novembro/2008 | Profissionais

Osvaldo Biz: um exemplo a ser seguido em todos os aspectos

Certamente todos nós já vimos pelo menos uma vez um senhor de cabelos brancos, semblante tranqüilo e sempre usando um chapéu, no saguão da Famecos. Ele é Osvaldo Biz, um dos professores mais exigentes que conheço, mas também o que mais mostra amor pelo seu trabalho.

Conhecendo sua história, vemos que sua infância foi muito pobre, complicada, porém junto dele sempre existiu uma vontade imensa de  melhorar.

Nascido em 15 de setembro de 1939, numa colônia próxima de Blumenau em uma casa muito pobre, trabalhava no campo na parte da manhã e à tarde ia à escola. Era tão aplicado aos estudos que as professoras pediam para que fosse ao colégio para estimular os outros colegas a gostarem de estudar. O amor pelos livros se tornou um traço marcante de sua personalidade, aos domingos lia para sua mãe, um livro chamado “A vida de Santa Genoveva”, uma vez que ela não sabia ler ou escrever.

Quando perguntado pelos “famosos” chapéus, recordou-se de quando seu pai lhe trouxe um chapéu, de Blumenau, e o deixou tão feliz naquele dia, tanto que perguntava ao pai: “Pai, quantos dias faltam para chegar o domingo?”, lembrando que domingo era dia de ir à Igreja.

A família era muito religiosa, e nas saídas das missas existia um jornal chamado “A Imprensa”, que seu pai sempre lia, pois gostava de política. Foi também a Igreja, ou melhor, seus sinos que badalaram durante a noite para avisar a todos da colônia que a 2ª Guerra Mundial havia chegado ao fim.

Perguntei a ele: “O que o senhor gostaria de ser, se não fosse professor?” E a resposta foi: “Eu nunca pensei nessa questão” , está  aí a maior prova de amor a uma profissão.

Atualmente ministra aulas na Famecos, nas disciplinas de Comunicação, Cultura e Realidade  Brasileira, Jornalismo Internacional e Crítica da Mídia. Têm em seu currículo 12 livros publicados e está trabalhando em dois projetos para breve.

Sobre a política atual, diz o seguinte: “Política é importante, política envolve nossa vida desde o amanhecer até o entardecer. Tudo gira em torno da política, conseqüentemente eu não posso desprezá-la, eu não posso alienar-me dela, eu devo participar dela”.

Com 69 anos de idade e cada vez mais jovem, ativo e maravilhoso, o professor, é exatamente o tipo de pessoa que nos faz sempre querer melhorar. Indubitavelmente é um exemplo de fé e determinação a ser seguido.

Termino esse artigo expressando minha mais sincera admiração por essa pessoa maravilhosa que é Osvaldo Biz.

Veja mais em 

Mulheres no comando

Mulheres no comando

A presença de liderança feminina nas empresas brasileiras cresceu nos últimos anos, embora ainda...

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!