e

junho/2016 | Notícias

Onde foi parar o planejamento e a organização dos eventos brasileiros?!

Faltando poucos dias para a realização das Olimpíadas no Rio de Janeiro, o país vive um caos social, político e econômico que parece não ter fim.

Como todos sabem, os Jogos Olímpicos estão se aproximando e é o Brasil que sediará o evento desta vez. Os Jogos estão previstos para ocorrer do dia 5 a 21 de agosto no Rio de Janeiro e têm dividido opiniões sobre o andamento da organização do evento. De um lado há pessoas favoráveis, alegando que ele deixará um legado e que movimentará positivamente a economia. Do outro lado, pessoas contrárias que estão em alerta para os problemas sociais, econômicos e políticos que o Brasil vem enfrentando. O fato é que o Brasil não estava preparado para sediar a Copa do Mundo e, mais uma vez, não está para sediar os Jogos Olímpicos. Em meio a uma crise política, falta de segurança em diversos pontos do país, dificuldades e superlotação na área da saúde, a comissão dos Jogos Olímpicos tem cometido erros graves no planejamento e organização do evento.

Revezamento da Tocha Olímpica em Manaus. Foto: Ivo Lima/ME

Revezamento da Tocha Olímpica em Manaus. Foto: Ivo Lima/ME.

Mais um evento que ocorre no Brasil e parece estar sendo feito às presas, assim como na Copa do Mundo. Há impactos ambientais sendo gerados por algumas obras destinadas às Olimpíadas. O site Agência Brasil revela que, com a derrubada de quase 300 árvores no Parque do Flamengo, para a ampliação da Marina da Glória, a fauna que habita uma área verde da Barra da Tijuca está sendo expulsa para a construção de um Campo de Golfe.

Além de danos ambientais, ainda essa semana, o estado do Rio de Janeiro decretou estado de calamidade pública alegando estar sem dinheiro. De acordo o site G1, o governador em exercício Francisco Dornelles justificou a medida alegando que a crise pode levar a um colapso na segurança pública, saúde, educação, mobilidade e gestão ambiental. Entre as promessas de obras para os jogos, estava a melhoria no saneamento de águas residuais que fluem direto para a Baía de Guanabara, que, como mostra a Revista Exame, continua sem mudança alguma e completamente poluída.

Faltando pouco mais de um mês para o início das Olimpíadas, o caos parece estar instaurado. Problemas com a segurança pública ainda são corriqueiros na capital carioca e em diversos estados do país. No portal O Globo, voluntários que trabalhariam no evento afirmam não saber suas escalas de trabalho e não receberam a carta de convite, que fornece os dados da instalação e as funções do voluntário.

A falta de planejamento organizacional da comissão dos jogos também esteve presente em cidades em que ocorreram o revezamento da Tocha Olímpica. Em Palmas, o trajeto da Tocha foi alterado de última hora, de acordo com o site G1 a prefeitura da cidade lamentou a decisão por falta de efetivo policial para garantir a segurança da Tocha. E o caso mais recente foi o da onça-pintada Juma, em Manaus, que, após acompanhar acorrentada a cerimônia de revezamento da tocha, tentou fugir e foi sacrificada com tiros de pistola como mostra no site da BBC Brasil.

Perante esses problemas fica o questionamento: quando o Brasil vai estar realmente preparado para organizar e planejar um grande evento? Estrangeiros já conhecem a nossa fama, assim como nós, brasileiros, parecemos fazer jus á ela: “Tudo aqui se resolve com o jeitinho brasileiro”, “Brasileiro sempre deixa tudo para a última hora”, “Brasileiro é malandro”. Apesar de termos consciência de que somos um povo alegre e acolhedor, parece que não conseguimos organizar a nossa própria casa.

Quando cuidamos da nossa casa, precisamos de planejamento e organização de tarefas, cuidamos da limpeza dos banheiros, arrumamos a bagunça do nosso quarto, fazemos uma lista de compras dos alimentos que faltam, regamos as plantas… Fazer tudo isso sozinhos é difícil, mas com um pouquinho de organização nós acabamos conseguindo.

O que falta para o Brasil é exatamente isso, planejamento e organização. Cuidar da natureza e dos nossos animais nativos, arrumar e enviar cartas convite, fazer uma lista de corte de gastos públicos… Enquanto não conseguirmos cuidar da nossa própria casa, não conseguiremos sediar um grande evento.

Veja mais em 

Instagram: do 0 ao boom!

Instagram: do 0 ao boom!

Ter sucesso no Instagram é o desejo de muitas marcas, empresas e pessoas. Para isso acontecer...

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!