, e

julho/2015 | Artigos

O desafio da comunicação nas organizações

Nós, profissionais de comunicação e com habilitação em Relações Públicas, lidamos diariamente com o desafio de exercer comunicação e fazer com que todos a nossa volta também possam praticá-la. Já de antemão é possível afirmar com certeza: isso é uma tarefa é difícil. Grande parte das organizações fazem esforços para tentar estabelecer um diálogo melhor com seus públicos, através de planos, canais e estratégias de comunicação. Até aí, podemos perceber que há uma boa iniciativa por parte dos gestores, mas a dificuldade aparece quando tudo o que acabou de ser citado permanece presente só na teoria, não passam de ideias no papel.

Ciro Marcondes Filho, através de seu texto Até que ponto, de fato, nos comunicamos? (o título por si só já nos possibilita pensar em diversos questionamentos) afirma, com base no pesquisador Gregory Bateson e seus colegas do Colégio Invisível (EUA): “Não dá para não comunicar”, uma vez que a própria comunicação é capaz de emitir diversos sinais e demonstra participar do mundo de forma efetiva.

Quanto ao contexto das organizações, a real dificuldade delas está além da prática comunicacional não estar sendo exercida de forma correta, mas a questão também gira em torno de que muitas instituições acham que com mural de avisos, newsletter interna e comunicado aos públicos, estão “fazendo” comunicação. É válido deixar claro que todas essas iniciativas podem até surtir efeito, mas no quesito de comunicação as atitudes não passam de informações, uma vez que não há interação entre o emissor (organização) e receptor (públicos).

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!