junho/2016 | Notícias

O aparelho auditivo como instrumento de inserção social

Como os aparelhos auditivos tem transformado vidas

A evolução dos aparelhos auditivos. Foto: Betina Körbes.

A evolução dos aparelhos auditivos. Foto: Betina Körbes.

 

Os aparelhos auditivos híbridos surgiram em 1948, pela empresa Bell Labs. Desde então, a tecnologia vem quebrando a barreira da comunicação entre deficiente auditivo e ouvinte. Atualmente, é possível escutar músicas sem a necessidade de um fone de ouvido, através de um utensílio externo que, por meio do Bluetooth (ligado com o celular), conecta-se ao aparelho auditivo e transmite a música que a pessoa deseja escutar.

Além disso, eles estão cada vez menores e mais discretos para o conforto do consumidor. Se antes esses aparelhos eram associados a um “ouvido externo” que servia apenas para escutar sons e vozes, hoje ele é sinônimo de praticidade e versatilidade.

Há também uma opção para quem deseja escutar integralmente: implante coclear. O implante coclear é um dispositivo eletrônico de alta tecnologia que oferece a capacidade de perceber o som através de impulsos elétricos que estimulam as fibras neurais. Porém, por ser uma tecnologia nova, ainda está em fase de pesquisa e estudos, além de ser uma tecnologia muito invasiva, que depende de cirurgia e acompanhamento fonoaudiológico. Por fim, custa bem mais que um aparelho auditivo normal, uma das razões pelas quais muitos acabam deixando essa opção de lado.

Aparelho auditivo Life, da Siemens. Foto: Divulgação.

Aparelho auditivo Life, da Siemens. Foto: Divulgação.

Betina Körbes, 27, usa aparelho desde os 2 anos de idade e escuta apenas pelo ouvido esquerdo. Foi diagnosticada com surdez severa no ouvido esquerdo, podendo escutar até 85% com o uso do aparelho auditivo e surdez profunda no ouvido direito, com 0% de audição. Atualmente, usa o aparelho Life, da marca Siemens e conta que sua qualidade de vida melhorou muito com a evolução dos aparelhos, hoje em dia consegue escutar sons distantes e falar ao telefone sem muita dificuldade.

“A tecnologia mudou a minha vida, agora posso ouvir música sem precisar de fones de ouvido, atender o celular sem precisar encostá-lo nos ouvidos e também escutar o que está passando na televisão ou assistir um vídeo no computador sem que os barulhos ao redor me incomodem, coisa que não conseguia com os meus primeiros aparelhos”, conta Betina, que ainda faz uma brincadeira: “Lembrando que, por ser surda, posso dormir tranquilamente sem aparelho.”

Veja mais em 

Instagram: do 0 ao boom!

Instagram: do 0 ao boom!

Ter sucesso no Instagram é o desejo de muitas marcas, empresas e pessoas. Para isso acontecer...

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!