No ano de 1999 estreou nos cinemas o filme Matrix, obtendo um faturamento muito alto para sua época. Fez muita gente se questionar sobre muitas coisas e com que pessoas ficassem sem entender nada sobre o que o filme dizia.

Na trama, Neo, um jovem hacker que sonhava sempre estar conectado a cabos ligados a um sistema de computadores do futuro, começou a desconfiar da realidade. Ele acaba conhecendo Morpheuse Trinity e, assim, descobre um mundo distópico, comandado por uma inteligência artificial, onde os humanos são usados como fonte de energia das máquinas e do qual ele faz parte. Sendo assim, no filme, a “Matrix” é uma hiper-realidade criada pelos “comandantes” e que os indivíduos aceitam como verdadeira. Nesse podcast, discutimos essas indagações filosóficas trazida pelo filme.