, e

outubro/2008 | Entrevistas

Livro com enfoque em novas concepções de público

O livro Conceito de Públicos em Relações Públicas é o resultado da tese de doutorado da Professora Ana Maria Walker Roig Steffen, que no seu trabalho de pesquisa fez uma revisão no conceito de publico na área de relações publicas. A bibliografia que serviu de base para a pesquisa inclui obras brasileiras publicadas no período entre 1960 e 1997. A autora extraiu destas obras as definições sobre o conceito de público que continham as propriedades essenciais do termo. Nesse exercício de análise, percebeu que determinadas propriedades indicavam diferentes concepções acerca da atividade.  “Quando fui extrair essas propriedades essenciais, percebi que havia determinadas propriedades do conceito que revelavam determinadas concepções. Identifiquei, então, duas concepções a orientarem essas definições, esses conceitos de público, que foram a Concepção ´Poder´ e a Concepção ´Comunicação´.”

A Concepção ´Comunicação´ revela nas definições de público o reconhecimento da atividade de relações públicas como uma técnica de comunicação e foi, por esta razão, assim denominada. Esse Enfoque aponta a atividade de relações públicas com o gerenciamento de trocas de mensagens,  e relaciona-se aos fluxos de informação entre as organizações e os seus públicos, tanto externamente como internamente.

A Concepção ´Poder´ revela o entendimento da atividade como uma função que gerencia as relações de influência que se estabelecem entre as organizações e os seus públicos, tanto internamente como externamente. Assim, o Enfoque ´Poder´ vai além da troca de mensagens, como define o Enfoque ´Comunicação´ e trabalha, efetivamente, com a essência do relacionamento.

“Quando se trabalha com relações públicas nas organizações, trabalha-se basicamente com os dois enfoques. Por exemplo, empregamos diversas técnicas de comunicação para colocar a organização a comunicar-se com seus públicos. O conteúdo dessa comunicação tem a ver com a questão do poder, pois o que se comunica ao público – as decisões e ações que a organização está implantando – é o que, efetivamente, o público vai reconhecer e legitimar”.

Um ponto curioso foi que a pesquisa apontou um número maior de propriedades essenciais relacionadas ao Enfoque ´Poder´, podendo-se concluir que nossa literatura contempla mais fortemente este Enfoque. Essa idéia evidencia-se no reconhecimento de que o conflito surge quando o interesse do público não foi satisfeito, momento em que a atividade de relações públicas intervém para gerenciá-lo, como forma de obter a legitimação do público.

Também é ressaltado pela autora que, conforme o que foi apontado na sua pesquisa, a área de relações públicas necessita de outras classificações a orientarem o conceito de público, pois a classificação geográfica – Interno, Misto e Externo refere-se somente ao Enfoque ´Comunicação´. Ao final da obra, indica outras classificações e tipologias relacionadas ao Enfoque ´Poder´.

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!