e

junho/2009 | Artigos

Greve dos metroviários: imagem abalada

No dia 2 de junho, a partir da meia noite, os trens da empresa federal Trensurb paralisaram parcialmente. O motivo para a greve foi a reivindicação salarial de 12,15% pelos funcionários da mesma. A ação deixou os usuários (dependentes dos trens para seu transporte) indignados.

Foram cerca de 1.350 ligações de usuários até o dado momento (17h30 de quarta-feira 3/6). Todos com dúvidas sobre a paralisação, se seria parcial ou total, a respeito das assembleias de decisões, das notícias e atualizações do site da empresa, etc.


Como toda a empresa, a Trensurb também teve algumas falhas de comunicação interna e administrativa. A falta de informação dos usuários e a demora na atualização do site proporcionou um grande número de ligações e uma enorme indignação.


Além do prejuízo financeiro à empresa, há um prejuízo aos 83 mil usuários diários que deixam de pegar o meio de transporte, e devendo pegar outros meios de transportes, mais caros e mais lentos. Além disso, a imagem da empresa fica desgastada.


Os estagiários de Relações Públicas acreditam que a empresa deve ter um plano preventivo para que se aconteça uma crise desta categoria, já tenha algumas soluções de comunicação pré-estabelecidas.


Além disto, todos concordam que deve haver um melhor fluxo de comunicação entre a empresa e seus usuários. Sendo disponibilizadas, tanto no site, como por telefone, informações precisas e atualizadas.


O pressuposto do planejamento de comunicação da empresa deve ser fundamentado na comunicação interna. Uma boa comunicação interna é essencial dentro de uma empresa, uma vez que, assim, também haverá uma comunicação eficaz com os outros públicos ligados a mesma.

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!