e

junho/2011 | Artigos

Geração Y: impaciente, tem pressa e questiona

Os Baby Boomers criaram o ambiente nos anos 80, uma época acelerada, tudo agora é consequência.

Geração Y

(Foto: Foto PP/Espaço Experiência)

A maioria dos jovens passa cerca de 10 horas por dia em frente ao computador, não é novidade que usem a internet e as redes sociais para se comunicarem, estudarem e trabalharem. Com base nas entrevistas e observações em escolas, ambientes de trabalho ou famílias,  podemos ver as características dessa nova geração que está tomando conta de tudo, a Geração Y.

A Geração Y abrange as pessoas que nasceram por volta da década de 1980, junto com a internet, e as outras tecnologias. Segundo a consultora Eliane Kullock, presidente do Grupo Foco em entrevista a repórter da revista VOCÊ S/A, essa é a geração “da tentativa e erro”, adquirem as novas tecnologias e aprendem a usá-las na prática, por isso tem uma grande dificuldade de planejamento, para eles usar o improviso é algo comum.

Os jovens Eduardo Franzen, 22 anos, estudante de Desing na UFPEL, 2º semestre; Lais Miranda, 18 anos, estudante do Colégio São Judas Tadeu, 3º ano; e Anna Caroliny Moraes, 14 anos, que cursa a 6ª série no Colégio Dolores Alcaraz Caldas, dizem o que pensam sobre o assunto.

  • Quando você tem que fazer algum trabalho no colégio/faculdade, costuma usar somente a internet? Se sim, por que não usa mais os livros?
    Eduardo Franzen: Na internet também tem referência de livros, apesar de que alguns livros impressos são mais específicos e menos generalistas que a internet.
    Lais Miranda: Uso a internet porque é mais fácil, esta tudo ali. Nos livros falta o Ctrl+F. (risos)
    Anna Caroliny Moraes: Dependendo da professora, dou um Ctrl+C, Ctrl+V e torço pra ela não descobrir.
  • Quando alguém dá uma ordem, você acata facilmente?
    Eduardo: Se eu respeito a pessoa e vejo que é plausível, sim.
    Lais: Depende de quem que ta me dando essa ordem e para o que é, geralmente pergunto “por quê?”
    Anna Caroliny: Tento obedecer meus pais e professores, se não depois quem se da mal sou eu.
  • Você conversa com seus pais sobre qualquer assunto?
    Eduardo: Não moro com meus pais, mas sempre que passo um tempo lá com eles tento trocar uma ideia, não sei se posso chamar de conversa.
    Lais: Qualquer assunto não né?! Tem assuntos que prefiro tratar com amigos.
    Anna Caroliny: Ah, depende, as vezes pergunto umas coisas, mas se eu tenho vergonha vou no twitter mesmo.
  • Se você não quer ir na viajem da família, para determinado lugar, seus pais aceitam sua opinião?
    Eduardo: Sim, eu já pago minhas contas e meio que não devo muita satisfação.
    Lais: Se eu insistir muito e tiver onde ficar, tudo bem.
    Anna Caroliny: Não.

Eliane destaca também que a Geração Y tem essas características por consequência de seus antecessores, os chamados Baby Boomers. Foram eles que inventaram os fast foods e a internet, foi a geração dos Baby Boomers, que criou situações para que tudo acontecesse mais rápido, por isso os jovens já nasceram em uma época acelerada, eles esperam que as informações e as respostas venham rápido. “Então quando dizem que a geração Y é impaciente, não podemos nos esquecer que ela só é assim, porque a geração anterior criou um mundo impaciente”, destaca a consultora.

Outra característica marcante desta geração é a forma como eles lidam com seus pais, esta geração tem uma liberdade muito grande com eles. Nas gerações anteriores, os pais eram muito autoritários e os filhos muito obedientes, já a geração Y tem com seus pais quase que uma parceria, eles tem voz ativa na família, e suas opiniões são quase sempre levadas em consideração. Isso faz com que essa geração não se dê bem com autoritarismo, ou seja, eles estão acostumados a argumentar, a saber o por que das coisas, por isso quando recebem uma ordem, no colégio, ou de uma pessoa mais velha que não esteja acostumada a lidar com esses jovens, dificilmente eles irão acatar obedientes, é mais provável que eles questionem, e queiram saber o motivo daquilo.

Sempre vai existir uma resistência por parte da geração dos Baby Boomers em aceitar que os jovens já tenham sua própria opinião, quando os mesmos nessa idade não podiam se expressar, porém é importante que entendam que a geração Y teve uma criação diferente, eles já nasceram com o direito a uma opinião, em uma época onde eles podem expressar suas vontades em diversas redes sociais, sem qualquer tipo de repreensão.

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!