, e

junho/2009 | Artigos

Cuidado! A internet deixa pegadas

As conversas de hoje são registradas. As comunidades no Orkut, os e-mails, torpedos via telefone celular e os bate-papos virtuais imperam entre os jovens. Temos nos deparado com diversos relatos de abusos no uso dessas formas de comunicação.

É importante que todos saibam que suas comunicações virtuais não lhes garantem o anonimato. É fundamental que tenham a informação de que não podem ofender as pessoas impunemente, nem imputar conduta imoral ou desonrosa a alguém, sob pena de responderem por tais atos. Mesmo sendo menores de idade, na medida em que cometam “crimes”, podem ser responsabilizados em consonância com o Estatuto da Criança e do Adolescente. Essa lei oferece vários direitos à criança (menor de 12 anos) e ao adolescente (menor entre 12 e 18 anos), mas é preciso alertá-los de que ela também pune.

Segundo Weckert e Adeney (1997 apud MASEIRO, 2000), “”… a liberdade de acesso à informação disponível na Internet envolve o direito de acesso e a habilidade de acessar. Esse direito leva ao tema da censura.””

Todos têm noções de ética, respeito, limites, mas na busca de uma vantagem, ou até mesmo por simples prazer, muitos desrespeitam, infringem e saem da ética. Disto é que devemos nos precaver. Ter cuidados que, sem a infração da ética, não seriam necessários. Devemos ter cuidado ao disponibilizar nossos dados na Internet, pois alguém pode pegá-los e fazer mau uso deles, isso significa dificuldade em se fazer comércio eletrônico.

Tudo que cai na grande rede de computadores (Internet) pode ser copiado, mas não deveria. Seria muito mais fácil se nunca ninguém alterasse ou copiasse dados alheiros e/ou outras coisas disponíveis na Internet. Não precisaríamos de senhas, firewalls ou de qualquer outro mecanismo de segurança.

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!