e

junho/2009 | Artigos

Como preparar um bom currículo?

O mercado de trabalho está bastante competitivo e precisamos cuidar alguns aspectos que são importantes e fundamentais para conseguimos um emprego. Um deles é o currículo. Por ser o primeiro contato com os recrutadores, torna-se uma peça fundamental, com apresentação de seu histórico de trabalho, sendo elaborado de uma forma simples, direta e objetiva.

Primeiro, o candidato deve saber como montar um bom currículo. O melhor é aquele que direciona o foco para a área de interesse profissional, destacando de uma forma clara seus objetivos, suas conquistas, seus conhecimentos e suas pretensões. Entretanto, excessos de informação não querem dizer que o currículo seja eficiente. Alguns profissionais da área de Recursos Humanos dizem que o candidato deve mostrar os principais projetos que participou e suas qualificações em cursos ou treinamentos, deixando o restante para ser passado na segunda fase do processo, ou seja, na entrevista. Incluir no currículo atividades de curto prazo ou insignificantes podem comprometer a imagem do candidato, colocando em jogo a busca de trabalho.


Especialistas divergem sobre o tamanho do currículo. A maioria concorda que pode ser uma peça curta, sucinta, com as informações principais e que vá direto ao assunto. Outros entendem que o mais indicado seria um documento com mais detalhes, mais extenso, mostrando habilidades, cursos e treinamentos. Entretanto, há empresas que solicitam ao candidato uma apresentação mais detalhada e elaborada para assim facilitar a escolha.


Segue abaixo uma relação do que devemos cuidar ao entregar um currículo:


1. Dados pessoais – É importante que os dados estejam corretos e e bem localizados. Exemplo, telefone fixo, celular, e-mail, endereços, enfim. Também é interessante que você fique atento ao telefone e ao e-mail, para quando chegar a hora de chamá-lo para a entrevista.


2.  Erros no texto – Quando elaborar o currículo verifique se não há erros de ortografia e digitação. Também é importante você esquecer as famosas gírias que utilizamos em chats ou por mensagem de celular. Não é necessário ter uma linguagem excessivamente formal, mas deve ser trabalhada de uma forma séria. Afinal o currículo será a sua apresentação à empresa. Portanto, não utilize folhas coloridas e nem fotos inadequadas.


3. Excesso de conteúdo – Coloque no documento experiências recentes, cursos, treinamentos que estejam relacionados à área de interesse. Eleja somente os principais cursos e treinamentos que fizeram diferença na sua vida profissional. E claro, detalhe-os brevemente.


4. Idioma estrangeiro – Cite somente se você sabe ou tem domínio de um determinado idioma, caso contrário nem inclua.


5. Objetivos profissionais – Coloque somente aqueles que estão relacionados à vaga. Colocar muitos, mostrará que é uma pessoa indecisa.


6. Pretensão salarial – De preferência não coloque. Às vezes, você pode ser descartado sem sequer fazer a entrevista, e conhecer as vantagens da empresa, por causa de uma pretensão salarial muito alta ou, ao contrário, baixa demais.


7. Informações falsas – Assim como na entrevista, mentir no currículo é fatal. Os recrutadores tem hábito de conferir informações e consultar as fontes citadas nos currículos. Descobrir uma mentira desqualifica o candidato para todo o processo seletivo.


Fontes: consultores da área de Recursos Humanos da ABRH, Chance Master, Catho e Persona Assessoria Empresarial.

Veja mais em 

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!