julho/2021 | Notícias

Como os empreendedores sobreviveram à quarentena?

O CT do Forte faz parte da equipe Rasthai Muaythai (foto: arquivo pessoal).

A pandemia do coronavírus causou inúmeros impactos na sociedade, não só na área da saúde do país, com também na economia. Durante o isolamento social, instaurado em 2020, comércios, academias, restaurantes e afins foram forçados a fechar as portas por tempo indeterminado, o que ocasionou a falência de diversos empreendedores. Entretanto, houve empreendimentos que conseguiram reabrir as portas após a flexibilização do período de quarentena.

Como esses empreendedores fizeram isso? Quais foram as estratégias adotadas para passar por esse período turbulento e, mesmo assim, conseguir reabrir seus estabelecimentos? Para entender mais sobre o tema, nossa equipe entrevistou o administrador e treinador, Rodrigo Frigo, sócio-proprietário do centro de treinamento de muay thai, CT do Forte (@ctdoforte), localizado na zona norte de Porto Alegre.

O centro de treinamento é especializado na prática de muaythai (foto: arquivo pessoal).

Segundo Frigo, por se tratar de um esporte de contato, houve dificuldade para adotar estratégias 100% digitais. Embora tenham realizado alguns treinos on-line, a principal maneira que encontraram de manter os alunos engajados, durante o tempo que o centro de treinamento estava fechado, foi manter o contato pelo grupo de WhatsApp, na tentativa de mantê-los motivados a voltarem a treinar quando pudessem reabrir as portas. Porém, o empreendedor acredita que investir mais na divulgação digital do negócio possa render bons frutos no futuro.

Durante o período fechado, as maiores dificuldades que encontrou foi manter o estabelecimento funcionando utilizando o próprio caixa, pois não sabia quanto tempo ficariam fechados. Porém, embora a situação tenha sido complicada, Rodrigo afirma que em nenhum momento pensou em desistir, pois, segundo ele, não conseguiria se ver fazendo outra coisa por amar demais o seu trabalho.

Como dica para quem gostaria de começar a empreender, Frigo diz que é fundamental investir em um negócio que seja algo que você, de fato, goste, pois assim, além de se manter motivado para fazer seu empreendimento funcionar, você não vai sentir que está trabalhando.

Veja mais em 

Instagram: do 0 ao boom!

Instagram: do 0 ao boom!

Ter sucesso no Instagram é o desejo de muitas marcas, empresas e pessoas. Para isso acontecer...

Encontre um conteúdo do seu interesse

Utilize o campo abaixo para buscar por palavras-chave.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!